Você se considera uma pessoa motivada?

14 setembro, 2020


A internet está cheia de frases prontas sobre motivação. Se você fizer um “google” as primeiras coisas que aparecem serão: “o impossível é uma desculpa”, “seja você o seu incentivo”, “estude enquanto eles dormem”. Surreal não é mesmo?





Foto: Canva Pro



Vivemos numa realidade que virou costume mostrar nas redes sociais a sua produtividade, o seu desempenho espetacular e maquiar as falhas para esquecer os medos, as ansiedades e frustrações. Vale ressaltar que vamos conversar sem fazer um julgamento da necessidade de cada um. Ok?

 

Confesso que tem dias que a minha vontade é desconectar o roteador e me isolar de todos no maravilhoso mundo de Ananda, que é o meu quarto.  Acredito que no contexto pandêmico, as necessidades são outras, a forma de estudar mudou, o trabalho mudou e, espero bem no fundo, que as pessoas também mudaram, sendo otimista.

 

Talvez o fato de não saber quando a “normalidade” vai retornar, nos oculte o que está acontecendo ao nosso redor: temos um novo normal e vivemos em um novo contexto. 


Foto: Canva Pro


Como eu lido com isso?

Eu tento acompanhar essas mudanças, expandir minha mente e aumentar o foco. Acho que é uma forma de ver as coisas sob outra perspectiva e acompanhar essa transição me faz querer evoluir, me reinventar e me manter motivada a cada dia que passa. Ironicamente, uma coisa é certa, vivemos um momento bastante incerto.

 

Desde que a quarentena começou, eu criei novos hábitos que eu nunca tive antes, pois achava que não tinha tempo para realizar cada coisa dessa, e eu percebi que tempo existe, eu que era uma péssima administradora dele.


Eu comecei a fazer coisas mesmo que "pequenas" como: arrumar a cama e tomar um bom café pela manhã e outras coisas como: iniciar um projeto pessoal, estudar um novo idioma, criar hábito de "skin care" diário. E, quando eu consigo realizar essas pequenas coisas diariamente, eu me sinto motivada.

 

Como eu lido com o aumento das demandas diárias:

Não sei se aconteceu com todos vocês, mas eu percebi que comecei a ser mais produtiva em casa. Mas as demandas diárias também aumentaram junto à minha produtividade. Como eu posso inserir coisas novas se já estou tão sobrecarregada?


O primeiro passo foi a mudança na minha organização pessoal. Da mesma forma que monto os meus cronogramas de estudo, *já fiz um post sobre isso aqui*,  eu comecei a criar formas de inserir esses novos hábitos na minha rotina. E vou contar que tem funcionado bem, conforme o andamento da semana. Depois eu segui o passo-a-passo abaixo:


Determinação das atividades: Eu fiz uma lista de coisas que eu tinha vontade de iniciar na quarentena e escrevi o objetivo eu faria cada atividade daquela.

 

Planejamento: Determinei um prazo real para minha meta ser atingida e as etapas que eu precisaria concluir naquele espaço de tempo.

 

Idealização: Toda vez que me sinto desmotivada ou com preguiça, eu olho para minha meta, começo a pensar em como será bom quando eu concluir aquela atividade.

 

Autoconhecimento: Se eu tiver cansada, eu descanso, tento relaxar. Se eu não tiver cansada, eu ligo meu computador e volto a trabalhar naquilo. Mas antes de qualquer coisa, eu me analiso antes. Respeito meu tempo e nunca desisto.


Foto: Canva Pro


Agora me conta:

Vocês inseriram novos hábitos na rotina de vocês?

Conseguem realizar as atividades da semana?

Como vocês fazem para se sentirem motivados?

0 comments :

Postar um comentário